Apesar da piora do ambiente macroeconômico, os lançamentos imobiliários deverão ter expansão de 24%, neste ano, para 1.066 empreendimentos, segundo levantamento realizado pela consultoria Brain Inteligência Estratégica. A pesquisa foi feita em março, com 338 incorporadoras de todo o país. Juros baixos, apesar da alta recente da Selic e disponibilidade de crédito justificam a expectativa, na avaliação do sócio-diretor da Brain, Fábio Tadeu Araújo.

No entendimento do sócio da Brain, as vendas terão crescimento em patamar menor do que o dos lançamentos, pois parte dos projetos que seriam apresentados em 2020 ficou para este ano devido a atraso na obtenção de licenças e incertezas decorrentes da pandemia de covid-19. “Acredito que as vendas poderão aumentar de 10% a 15%”, diz.

Segundo o levantamento, 64% das empresas informaram expectativa de que a comercialização de imóveis, neste ano, vai superar a de 2020. Vinte e nove por cento das entrevistadas esperam manutenção dos patamares do ano passado.