Para realizar a compra de um imóvel, diversas pessoas utilizam o financiamento imobiliário. De forma geral, o prazo de pagamento tende a ser longo. Para reduzir o valor original da dívida, a pessoa pode antecipar as parcelas. Descubra as condições para amortizar pagamento e pagar menos.

No momento em que uma pessoa faz financiamento imobiliário, as condições de pagamento são indicadas no contrato. Neste momento, são determinados os valores e quantidade de parcelas, assim como as condições de pagamento, com os respectivos prazos.

Ao amortizar financiamento, o consumidor pode reduzir o prazo restante. Com isso, seria possível manter os valores das parcelas a serem quitadas. Ainda há possibilidade de reduzir o valor das prestações e seguir com o prazo de financiamento.

Na perspectiva financeira, a diminuição do prazo de pagamento pode ser mais vantajosa, segundo o presidente do Instituto Paulista de Contabilidade, Gildo Freire de Araújo, ao O Globo. Esta opção considera que os juros são cobrados sobre o saldo devedor.

Já no caso de quem busca economizar no curto prazo, a melhor opção seria a redução do valor das parcelas.

Recursos possíveis para amortizações do financiamento imobiliário

Essas operações podem ser feitas com parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), de acordo com as regras do fundo, ou com recursos próprios.

Caso opte por fazer operações com o saldo do FGTS, é possível amortizar, até o pagamento da dívida, a cada dois anos, caso o imóvel for financiado pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH).

Também é possível usar o fundo para quitar parte do valor das prestações por 12 meses. Neste caso, há um limite de 80% do valor da prestação.

Se a pessoa optar por utilizar recursos próprios, será possível amortizar quando preferir. Para a amortização com recursos próprios, o cliente conta com a opção de realizar a solicitação ao banco. Diversas instituições financeiras possibilitam a simulação da operação pela internet.

Vale destacar que, para cada operação de amortização, há custos de taxas adicionais, despesas de registro, entre outros. Sendo assim, a pessoa deve verificar todas as condições para escolher a opção mais vantajosa.