Clipping – Tá na Pauta – A era digital atinge Cartórios de Registro de Imóveis

A Central dos Registradores de Imóveis do RS (CRI-RS) vem para ajudar o usuário com os serviços de cartório


O Tribunal de Justiça assinou um Acordo de Cooperação Técnica com o Instituto de Registro de Imóveis do Rio Grande do Sul (IRIRGS). Este acordo se refere à implantação de uma Central dos Registradores de Imóveis do Estado (CRI-RS). De acordo com o Provimento nº 33/2018, os cartórios têm até o dia 30 de novembro de 2018 para enviar os dados dos indicadores pessoais atualizados.

O que é a CRI-RS

A Central dos Registrados de Imóveis do Rio Grande do Sul é uma plataforma que reúne informações de todos os bens imóveis do estado. Segundo Leandro Gugel, todos os cartórios de registro de imóveis do estado deverão estar com seus dados atualizados e informatizados. Desse modo, a central estará permanentemente atualizada.

Conforme o Provimento nº 33/2018, todos poderão acessar a central por meio do site da CRI-RS. Nele será possível a solicitação de buscas por meio do CPF/CNPJ e respectiva certidão positiva ou negativa de bens. Também poderá ser feita a visualização de matrículas online e pedido de certidões atualizadas dos imóveis. E, ainda, poderá ser encaminhado o registro de títulos eletrônicos como penhoras, intimações e até mesmo escrituras públicas.

Além disso, o usuário que acessar a CRI, poderá acompanhar os protocolos de registros de seus imóveis. Sejam eles localizados na cidade em que reside ou em qualquer outra, como também visualizar o prazo de conclusão do registro.

Segundo o presidente do IRIRGS, Cláudio Nunes Grecco,  “a CRI propiciará aos cidadãos, bem como às entidades estaduais, uma enorme facilidade de acesso aos dados nos 226 Registros de Imóveis do Rio Grande do Sul. Isso nos coloca diante de uma nova publicidade registral. Além disso, haverá, no futuro, acesso a outras centrais espalhadas pelo país”, afirma ele.

Como irá funcionar a Central
 Os usuários deverão se cadastrar no site da CRI-RS para utilizar todos os serviços disponibilizados. Cada serviço terá um valor que deverá ser pago via cartão de crédito, ou o usuário poderá ter um saldo para utilizar de acordo com sua necessidade. Esse saldo deverá ser adquirido por meio de boleto bancário. Conforme for utilizando os serviços da central, o valor será descontado do crédito.

A Central dos Registradores de Imóveis começou  seu funcionamento no dia 01 de novembro de 2018 e 4 milhões de matrículas já estão disponíveis para visualização. Os cartórios que ainda não aderiram à central têm até o dia 30 de novembro para enviar os dados atualizados.
Para mais informações, assista ao vídeo disponibilizado pela CRI-RS em sua página no Facebook.


Fonte:
Tá na Pauta

Fechar Menu