Colégio Registral do RS e IRIRGS abordam finalização da Central de Registro de Imóveis do RS em reunião com Sky Informática

O Colégio Registral do Rio Grande do Sul e o Instituto de Registro Imobiliário do Rio Grande do Sul (IRIRGS) reuniram-se, na última semana, com representantes da empresa Sky Informática, para tratar da finalização da Central de Registro de Imóveis do Rio Grande do Sul (CRI-RS). Atualmente, a CRI-RS já conta com quatro módulos concluídos e 6.097.356 matrículas no banco de dados.

Dentre os temas que foram abordados na reunião, estava a definição do domínio da CRI-RS, a possibilidade de um pré-cadastro para os usuários, visando agilidade na utilização do sistema, a análise dos módulos já concluídos e os que necessitam de ajustes, além da possiblidade da intimação eletrônica.

Participaram da reunião, o diretor de Informática do Colégio Registral do RS e tesoureiro do IRIRGS, Paulo Ricardo de Ávila, os representantes da empresa Sky Informática, Fabrício Muller e Leandro Gugel, além do secretário administrativo do IRIRGS, Lucas Costa.

As definições acontecem enquanto o IRIRGS, a Sky Informática e o Colégio Registral do Rio Grande do Sul aguardam a publicação do Provimento que autoriza o início do funcionamento da CRI-RS pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ/RS).

De acordo com o diretor de Informática do Colégio Registral do RS e tesoureiro do IRIRGS, Paulo Ricardo de Ávila, a expectativa é de que o Provimento seja publicado em breve, por isso a necessidade da finalização de todos os módulos da CRI-RS. Segundo Ávila, a ideia é que a CRI-RS esteja finalizada até o final de maio.

O que é a CRI-RS
A Central de Registro de Imóveis do Rio Grande do Sul (CRI-RS) é uma plataforma on-line que visa integrar, de forma eletrônica, os serviços prestados pelos mais de 220 Cartórios de Registro de Imóveis do RS, centralizando, de forma ágil e segura, todos os serviços e informações necessários. Os módulos já existentes na CRI-RS são:  1. a pesquisa eletrônica; 2. a visualização de matrículas on-line; 3. a solicitação da certidão digital e 4. a busca nos cartórios.


Fonte:
Assessoria de Imprensa

Fechar Menu