Reunião define início dos testes da Central de Registro de Imóveis do RS

O encontro reuniu Colégio Registral, IRIRGS e Caixa Econômica Federal

O módulo de Alienação Fiduciária da Central de Registro de Imóveis do Rio Grande do Sul (CRI-RS) foi o tema da reunião realizada na tarde da última quarta-feira (21.03), na Casa do Registrador Gaúcho, que determinou o início dos testes.

Durante a reunião, foi estabelecido que os testes para a utilização e início das operações da CRI-RS deverão começar já nas próximas semanas em cartórios de Registro de Imóveis do Estado. Os experimentos darão andamento ao projeto, já que o módulo de Alienação Fiduciária está concluído.

As definições acontecem enquanto o Colégio Registral do Rio Grande do Sul, o Instituto de Registro de Imóveis do Rio Grande do Sul (IRIRGS), a Caixa Econômica Federal (CEF) e a empresa Sky Informática aguardam a publicação do Provimento que autoriza o início do funcionamento da CRI-RS pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ/RS).

No final de janeiro, as instituições já haviam assinado um Protocolo de Intenções para a implantação do módulo, com o objetivo consolidar a parceria que será firmada por meio de convênio, após publicação do Provimento pelo TJ/RS. A inserção do novo módulo à Central visa trazer mais agilidade nas intimações e processos de alienação fiduciária.


A reunião contou com a presença do vice-presidente do Colégio Registral e presidente do IRIRGS, Cláudio Nunes Grecco, do gerente de filial da CEF, Evandro Vargas Fontoura, da supervisora de Processo de Execução Habitacional da CEF, Vanessa Landmeier, do auxiliar operacional da CEF, Luiz Antonio Thomas Fernandes, do ex-presidente e atual diretor de Informática do Colégio Registral, Paulo Ricardo Ávila, além dos representantes da Sky Informática, Fabrício Müller e Leandro Gugel.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Fechar Menu