IRIRGS visita Registros de Imóveis de São Paulo para analisar os sistemas de intimações de Alienação Fiduciária

Na última quinta-feira (18) o Presidente do Instituto de Registro Imobiliário do Rio Grande do Sul (IRIRGS) e Vice-Presidente do Colégio Registral do RS, Claudio Nunes Grecco, acompanhado o membro do conselho diretivo do Colégio Registral e assessor da presidência do IRIRGS, Adriano Damásio, e do representante da Sky Informática, Fabrício Müller, reuniram-se com registradores de imóveis de São Paulo para analisar os sistemas de intimações para consolidação de propriedade nos contratos de alienação fiduciária na capital do Estado.

O propósito das visitas foi o de verificar como os Cartórios paulistanos estão procedendo na emissão das Intimações, além de analisar os empecilhos encontrados, quais as melhorias necessárias nos softwares, e como estes se comportam durante o processo.

Os representantes do IRIRGS visitaram três Registros de Imóveis da cidade: o 17º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo, onde foram recebidos pela registradora substituta Maria Cristina Claudio; 1º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo, recepcionados pelo próprio titular do registro, Flauzilino Araújo dos Santos; e 7º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo, onde encontraram-se com o titular Ademar Fioranelli.

Às vésperas da assinatura do convênio entre o IRIRGS, Colégio Registral e Caixa Econômica Federal, faz-se necessário reunir dados acerca dos procedimentos de intimações previstas no art. 26 da Lei 9.514/1997 em diferentes Estados, para que a plataforma virtual atenda a todas as necessidades, sem onerar nenhuma das partes, facilitando o processo que, atualmente, é feito manualmente pela Caixa Econômica Federal no estado do Rio Grande do Sul.

“A visitação foi muito elucidativa, demonstrando a pertinência da expedição, bem como o aprendizado repassados pelos colegas de São Paulo.”, disse o presidente do Instituto, Claudio Nunes Grecco.

O Protocolo de Intenções será assinado no dia 30 de janeiro pelo Colégio Registral do RS, Instituto de Registro Imobiliário do Rio Grande do Sul e pela Caixa Econômica Federal.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Fechar Menu